Todos os posts de Carmen Pereira

Sobre Carmen Pereira

Nutricionista. Esposa. Mãe. Mãe de APLV/ovo.

Silhouette, group of happy children playing on meadow, sunset, summertime

Vamos brincar ao Sol!!!

As crianças de hoje em dia passam pouco tempo ao ar livre, e mais tempo em frente a TV e aparelhos eletrônicos. O que muitas pais não sabem é que estão prejudicando seus filhos em vários aspectos, mas hoje falaremos da Vitamina D:

A vitamina D é “recebida” através da exposição solar! De preferência, sem uso de protetor solar, de 15 a 20 minutos.

Ela é necessária para a absorção de cálcio e sua deposição nos ossos.

Mas pesquisas sendo feitas estão descobrindo mais funções da vitamina D, como por exemplo: papel na prevenção da obesidade, de infecções, no sistema imunológico.

Alguns alimentos, especialmente peixes gordos ( tipo o salmão, que têm gordura intrínseca, porque a vitamina é solúvel em gordura), são fontes de vitamina D, mas é o sol o responsável por 80 a 90% da vitamina que o corpo recebe. Ela também pode ser produzida em laboratório e ser administrada na forma de suplemento, quando há a deficiência e para a prevenção e tratamento de uma série de doenças.

Por isso devemos estimular a alimentação correta e brincadeiras ao ar livre.

Tomar sol é fundamental para evitar a carência do nutriente.

Minha intenção nesse post foi mostrar a importância das crianças voltarem a brincar fora de casa, expostas ao Sol! Se quiser saber mais, procure o pediatra ou nutricionista.

Fonte:

(Mahan e Scott-Stump, 2002) Krause: Alimentos, Nutrição & Dietoterapia

Sociedade Brasileira de Pediatria , link aqui.

 

elefante

Meu bebê precisa de água?

Bebês (0-6 meses) não precisam de água!

Bebês em aleitamento materno exclusivo não tem necessidade de receber água, pois o leite materno contem água suficiente, mesmo quando o clima é seco e quente (o bebê geralmente irá mamar mais vezes quando o clima for seco e quente).

Bebês alimentados por fórmulas, muitas vezes necessitam da ingestão extra de água. As fórmulas possuem em sua composição concentrações mais altas que o leite materno, de sais e minerais, por isso a água é necessária para ajudar os rins no trabalho de excretar o sal extra ingerido.

Quando outras perdas de água forem altas, como nos casos de vômito e diarreia, os bebês devem ser cuidadosamente monitorados quanto a desequilíbrio de líquidos e eletrólitos.

Se oferecer água, cuidado! Água demais não é bom! Intoxicação por água resulta em inquietação, náusea, vômito, diarreia, muita urina (poliúria) ou pouca urina (oligúria). Podem acontecer convulsões.

Converse com o pediatra ou nutricionista que acompanha seu bebê. Ele poderá avaliar de perto a melhor opção!

 

 

 

farm-fresh-carrots-posters

Bolo de Cenoura SEM LEITE SEM OVO

Mãezinhas,

esse bolo é saboroso! Meu filho aplv e ovo foi rápido em experimentar e aprovar!
Na próxima vez, colocarei menos açúcar.
Ingredientes:

– 4 xícaras de farinha de trigo

– 2 xícaras de açúcar

– 1 pitada de sal

– meia xícara de óleo

– 2 cenouras batidas no liquidificador com um pouco de água

– 1 colher de sopa cheia de fermento químico em pó para bolo

Misture a farinha, açúcar, sal, óleo e a mistura de cenoura numa bacia. Mexa com uma colher de pau, a consistência deve ser cremosa, não muito líquida, nem pesada demais. Caso necessário, adicione um pouquinho de água e mexa novamente. No final, adicione fermento, mexa delicadamente sem demorar.

Leve ao forno para assar em temperatura baixa, até sentir cheiro de bolo.

Fonte:http://www.lauravegan.com/2012/12/bolo-de-cenoura-vegan-sem-ovos-leite.html

 

bolo de banana

Bolo de Banana sem Farinha sem Açúcar (com versão sem ovo)

Se você é novo aqui no blog, talvez não saiba que um de meus filhos é alérgico a ovo e a proteína do leite de vaca. Por isso tenho algumas receitas sem esses ingredientes. A receita campeã é o waffle, que pode ser adaptado para a famosa panqueca americana, muito amada por aqui!

BOLO DE BANANA SEM FARINHA SEM AÇÚCAR (que achei aqui no site Panelaterapia)

Ingredientes:

– 2 bananas nanicas ( devem estar beeem maduras, quase estragando);

– 1/2 xícara de uvas passas pretas;

– 2 ovos pequenos;

– 1/4 xícara de óleo;

– 1 xícara de aveia (tanto faz flocos finos ou grossos);

– 1 colher (sopa) de fermento em pó.

* Minha xícara medidora tem 220ml.

Bati tudo no liquidificador (deixei o fermento por último), mas se seu liquidificador não for muito potente aconselho a bater os ingredientes mais leves e juntar a aveia e o fermento em uma tigela porque essa massa é bem densa.

Na hora de assar fiquei na dúvida se deveria enfarinhar ou não a forma, então untei e polvilhei farinha de trigo. Acredito que dê para polvilhar com aveia em flocos finos (é que eu só tinha a aveia normal).

Levei para assar em forno preaquecido em 200º por cerca de 35 minutos.

* O tempo pode variar muito dependendo da marca do seu forno. Faça o teste enfiando um palitinho no centro do bolo, se sair limpo, o bolo está assado. Mas atenção: só abra o forno para o teste depois de 30 minutos para o bolo não murchar.

Observações importantes: 
– Eu não achei propriamente sem açúcar, mas eu colocaria 2 colheres (sopa). Isso vai do gosto de cada um, minha mãe achou perfeito. Também depende do quanto a banana está madura, pois quanto mais madura, mais doce.
– Ele sai do forno bem crescido e depois murcha um pouco, é normal. Mesmo assim permanece super macio e úmido (amei a textura).
– Na hora de servir, polvilhe canela e /ou mel.

OBSERVAÇÕES ALEGRIA DE MÃE:

Uso forma para cupcake, fica bom também. Para adaptar para o meu filho alérgico, simplesmente deixo de usar o ovo, e o bolo fica fofinho e delicioso. Meu filho não gosta da fruta banana, creio que a textura o incomoda, mas não deixo de oferecer. Mesmo sendo de banana, ele come esse bolinho e muito bem! hehe

Como já usa uva passas, não acrescento o açúcar e fica docinho. Esses dias achei que a banana não estava tão madura e por isso não ficaria tão doce, acrescentei açúcar e achei doce demais.

Enjoy!

Carmen

 

 

 

pregnant-woman-on-scale-photo-420x420-ts-77280808

Ganho de peso durante a gestação

Oi meninas,

além de compartilhar artigos e posts sobre vida espiritual, a pedidos (veja post do SORTEIO), estou compartilhando um pouco de Nutrição na Gestação.

Durante a gestação, as necessidades nutricionais estão totalmente modificadas.Há aumento do aporte calórico para suprir suas necessidades de carboidratos, lipídios e principalmente de proteínas, além das necessidades de vitaminas e minerais. Estima-se que, durante a gestação, o gasto energético aumenta 300 kcal/dia, considerando-se 40 semanas de gestação e ganho de peso materno de 12,5kg.

O ganho de peso recomendado durante a gestação, é baseado no índice de massa corpórea (IMC) antes da gestação. Por isso, para cada gestante, o ganho de peso ideal será diferente. Veja a tabela a seguir:

 

Adaptado de Nutrition During Pregnancy. NAS, Washington, D.C., 1990.
Adaptado de Nutrition During Pregnancy. NAS, Washington, D.C., 1990.

 

 

 

 

 

 

Obs: lembre-se de usar seu peso pré-gestacional, para saber a sua classificação.

 

Para calcular seu IMC (lembre-se de utilizar seu peso pré-gestacional):
calcular-seu-IMC

 

 

 

 

 

 

Para começar, veja se está mantendo o seu peso adequado. Há estudos que associam inversamente a pressão sanguínea de crianças com o ganho de peso materno no último trimestre de gestação.

A alimentação é o maior determinante do ganho de peso e se correlaciona com o crescimento fetal e com a saúde materna.

Na próxima vez trarei dicas nutricionais durante a gestação.

Até a próxima,

Carmen

 

IMG_7499

Massa de pizza sem leite, sem ovo

Oi meninas,

esses dias fiz uma receita de massa de pizza sem leite, sem ovo. Já usei outras receitas que também não usam leite, mas essa fica bem gostosa. Fica mais a minha cara! 😉 Já sabe o que pode preparar com seus filhos hoje a noite!

Claro que meus ajudantes colocaram a mão na massa também! Essa foto aí de cima é obra do meu filho de 2 anos.

Vamos para a receita (que encontrei aqui):

1 sachê de fermento biológico seco instantâneo
4 colheres de chá de açúcar
1 colher de chá de sal (coloquei 2 colheres)
500 gramas de farinha de trigo
1 copo e meio (aprox. 300 ml) de água morna
1 colher de sopa de azeite

1. Misture numa vasilha grande o fermento, o açúcar e o sal. Acrescente a farinha de trigo e misture.
2. Acrescente a água morna de uma vez só e misture. Coloque o azeite e amasse bem a massa dentro da vasilha mesmo, até que esteja macia e sem grudar nas mãos. Se for preciso acrescente mais um pouco de farinha.
3. Deixe descansar dentro de um local quente coberto com um pano de prato até dobrar de tamanho – aprox. 45 minutos.
4. Separe e abra a massa conforme desejar (eu abri usando um rolo para facilitar).
5. Pré-asse em forno BEM quente (acima de 200 graus) antes de rechear. Depois de pré-assadas, recheie conforme seu gosto e leve de volta ao forno BEM quente até dourar (eu coloquei na grelha debaixo, que fica mais próxima a chama). Se não for usar todos os discos de massa, é só congelá-los depois de pré-assado.

(Como nem todos precisam da restrição alimentar aqui em casa, um lado tinha queijo. No outro lado usei carne moída que sobrou do almoço, milho, tomate, manjericão e orégano – o filho comeu e repetiu.. =) )

IMG_7503

Abraços,

Carmen

Obs: não esqueça de participar do sorteio! Vai até amanhã o prazo para participar, e domingo farei o sorteio!

timotheo 2

Receita de Waffles sem leite, sem ovo (ou panqueca americana)

Oi meninas,

conforme prometido, aqui vai a receita de Waffles sem leite, sem ovo (adicionando 1/4 de copo de água, a RECEITA FUNCIONA COMO MASSA PARA PANQUECAS AMERICANAS):

Ingredientes:

– 1 copo de farinha de trigo

– 1/4 de copo de farinha de trigo integral

– 2 col chá de fermento em pó

– 2 col sopa de açúcar

– 2 col sopa de óleo

– 1 e 1/4 copo de água fria (temperatura ambiente)

– pitada de sal

– Dica: acrescente 1 colher de chá de essência de baunilha, para ficar mais saboroso.

Modo de preparo:

Mistura todos os ingredientes secos em uma vasilha de tamanho médio. Faça um buraco no meio da mistura, então acrescente a água e o óleo. Misture até ficar homogêneo.

Cozinhe em seu aparelho de waffles até atingir a cor desejada.

Usamos essência de maple syrup para regar os waffles. Como nem sempre é fácil de se encontrar, você pode colocar geléia, calda de morangos (huummm…fica bom!), chantilly (para os não alérgicos)…ou o que sua criatividade permitir! Passe aqui depois para contar como ficou!

Obs: já fizemos as panquecas com essa receita, fica muito bom também!

Receita do site em inglês aqui.

 

Até a próxima,

Carmen

O que você está consumindo?

Oi meninas,

Você já teve deixou de fazer algo por causa dos seus filhos?

Essa semana, meu filho de 2 anos, teve consulta de rotina com a médica alergista. Fez o teste cutâneo novamente. Havia feito exame de sangue também. Já tínhamos retirado leite e ovo da dieta dele. Na consulta anterior, a médica havia comentado que seria interessante eu continuar amamentando. Nessa semana, ela sugeriu mudar a minha dieta também. Devo deixar de consumir leite e ovo, pois está “passando” pelo meu leite, para o meu filho, gerando assim as reações que já deveriam ter parado.

Algo que eu faço, no caso, consumo, afeta o meu filho.

E no nosso dia-a-dia, o que estamos consumindo?

Estamos consumindo tempo em frente a televisão? Conversas sobre outros? Talvez livros não próprios? Ou desenhos animados que não nos influenciarão para o correto? Estamos consumindo gritos? Brigas familiares?

Tudo o que nós, pais e mães, consumimos, será a base do que nossos filhos irão consumir. E os afetará. De uma forma ou de outra. Assim como o leite e ovo que eu consumo, afetam meu filho.

Por exemplo: se você assiste novela, onde na maioria das vezes, aparecem cenas de sexo, homossexualismo, traição, constantes brigas, filhos desobedecendo aos pais, namoro não-bíblico, etc, seu filho pensará que tudo isso pertence ao mundo mesmo, e que é assim que é, e pronto. Você está consumindo pensamentos e ações anti-bíblicas, e oferecendo ao seu filho.

Existem muitos outros exemplos que podemos citar.

Mas, e o que devemos consumir?

As crianças, desde muito pequenas, nos observam e nos tem como espelhos.

Se quero o bem dos meus filhos, vou consumir tempo na leitura da Bíblia, tempo de oração. Consumirei edificação de outras pessoas. Vou consumir tempo junto com meus filhos, para ensiná-los as verdades da Bíblia. E isso que consumo, os afetará, mas dessa vez de forma positiva.

Antes de oferecer a seus filhos, você deve analisar se aquilo os afetará de forma que agrada a Deus ou de forma que desagrada. Quero encorajá-la a oferecer “produtos” que Deus aprova.

As reações aos “produtos”, todos poderão ver. Talvez, não agora, mas num futuro bem próximo, apareça a “alergia” que você poderia ter ajudado a curar!

Sem querer, você pode estar dizendo “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço!”

O que você tem consumido? E como você percebe que aquilo que você consome está afetando os seus filhos?

“Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém.(…) 1 Coríntios 6:12b

image1

Beleza verdadeira, o que é?

Olá mamães,
hoje em dia as crianças já estão recebendo uma enorme carga de errônea definição do que é ser bela. Se nosso exemplo e alvo é sermos como Jesus Cristo, então devemos demonstrar isso também, principalmente para que os pequenos olhos que nos acompanham todos os dias, entendam, na prática, o que é ser bela. Veja algumas dicas que Tricia Goyer nos dá (http://www.triciagoyer.com/how-to-teach-what-being-beautiful-looks-like/):
“Nossa cultura enfatiza a beleza exterior, mas é o que está no interior que conta. A pergunta é: Como nós ensinamos isso para as nossas meninas?
“Eu estou bonita, mamãe?” Minha filha de três anos me olha com seus grandes olhos castanhos, antecipando minha resposta. Ela é linda para mim. Mas é isso o que realmente importa para ela? Para o seu coração?
“Você está linda hoje, querida.” Eu a puxo para um abraço apertado. “Mas sua alegria interior está especialmente brilhante esta manhã – e o que está em seu coração é a parte mais linda.”
Eu amo o que 1Pedro 3:3-4 diz sobre isso:
“O enfeite delas não seja o exterior…mas o homem encoberto no coração, no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus.”
Por vivermos em um mundo obcecado com a aparência física, é importante ensinarmos esse conceito para os nossos filhos quando ainda são pequenos.
Em “Beleza e o Melhor”, a autora Debra Evans, escreve:
“Nas Escrituras, beleza física jamais é usada como metáfora para bondade ou vista como algum tipo de virtude moral. Ao contrário dosco tos de fada que abundam nossa cultura, na beleza não existe poder mágico para tornar pessoas más em boas.
O “expert” em criação de filhos Mary Manz Simon, Ed.D, concorda:
“Nós podemos contar a nossa criança, ‘Oh, você está bonita’, e isso certamente é apropriado, mas temos que ter certeza de ter equilíbrio, colocando foco nos dons e talentos dados por Deus.”
Como ensinar o que “ser bonita” é:
Observe quais características (2 ou 3) sua filha tem naturalmente, como honestidade ou paciência, e então enfatize-as. “Seja bem específica com o seu elogio para que sua filha saiba exatamente qual ação deve repetir para que sua beleza interior brilhe,” Dr.Simon diz.
Considere metas significativas que você tem para sua filha. Você acredita que sua filha pode ser uma grande cientista ou musicista? Deixe-a saber. Existem chances de que se achar bonita no espelho pode não estar nessa lista.
Pegue-a “sendo bonita.” Apesar de minha pré-escolar continuar buscando palavras afirmativas sobre sua aparência, mas ela também busca elogios sobre sua maneira gentil, sua criatividade, e sua generosidade. Enquanto observava minha filha dando uma pintura feita por ela, eu pude observar um brilho em seus olhos. Era beleza real…e eu contei isso a ela.
Mais dicas:
  •  Dê a sua filha um senso de identidade. Conte a ela que é uma criação especial projetada por Deus. Assim como Deus a fez diferente de todo mundo, no seu exterior, Ele também a fez de maneira única no seu interior.
  • Leva sua filha para frente do espelho e mostre a ela a beleza de seu sorriso  e o brilho de seus olhos. Conte a ela que é a beleza interior transbordando para o exterior.
  • Quando sua criança demonstra uma boa atitude e qualidades de caráter divino, tenha certeza de mencioná-los. Quando ela procurar por elogios sobre sua aparência física, também mostre qualidades interiores.
  • Ore com sua filha todos os dias, especificamente pedindo a Deus para ajudá-la a amar outros de maneira que O agrade.
  • Quando você lê histórias para a sua criança, discuta as qualidades interiores dos personagens – positivas e negativas. Saliente que não podemos julgar o coração das pessoas pela aparência externa. Por exemplo, a madrasta da Branca de Neve, apesar de linda, foi má.
  • Quando ler histórias da Bíblia, fale sobre pontos fortes internos – a obediência de Noé, a fidelidade de Daniel, a coragem de Ester, e assim por diante.
  • Quando outra criança (ou sua própria criança) comportar-se mal, converse em particular com seu filho sobre a “feiúra” da desobediência. Foque nas ações erradas, não na pessoa. Faça o seu filho pensar em maneiras de não ter tal comportamento.
  • “Patrocine” ou ore por crianças em outros países. Mostre a sua criança que mesmo que outras pessoas possam parecer diferentes no exterior, nós todos somos criação especial de Deus.
E você? Como você ensina sua filha o que é a beleza verdadeira?”
Deus nos ajude e capacite a transmitir o verdadeiro sentido da palavra beleza!
Tenham um ótimo domingo,
Carmen

Receita de Massinha Caseira

Ingredientes:
– 1 copo de farinha de trigo
– 1/2 copo de sal
– 2 col ch de cremor de tártaro
– 1 col S de óleo
– 1 copo de água
Corante alimentício (a quantidade depende do tom que você quer)

Preparo:
Cozinhe, mexendo sem parar, em fogo médio, até atingir a consistência de massinha (2-4 min). Tire da panela e vá amassando até esfriar! Pronto! Divirtam-se!!!

Obs: já dividi essa receita, pra fazer de cores diferentes. Ela rende bastante. Pra que ela dure mais, guarde em um saquinho ou um recipiente com tampa, na geladeira. Tenho massinha guardada, que fiz em fevereiro desse ano, para dar de lembrancinha no aniversário do meu filho, e está boa pra brincar!

Até a próxima,
Carmen